Meia pega peso no treinamento (Marcio Menezes / America Rio)

03/01/2019
Meia Miguel pede que o America se imponha diante de seus rivais nesta reta final

Na reapresentação da última quarta-feira, Miguel começou o ano com a mesma vibração com a qual entrou no decorrer do último jogo do America, contra o Resende, ainda em 2018. Depois da boa atuação, o jogador almeja mais oportunidades, a começar pelo jogo com o Macaé, neste domingo, em Los Larios, verdadeira decisão para o elenco americano.

Começar o duelo em campo já seria a realização da primeira resolução de Ano Novo para o meio-campista.

- Minha expectativa é de ser titular no America e assim poder ajudar o time a chegar até a fase principal do Carioca. Todos os jogos serão decisivos daqui em diante e já temos um adversário forte neste domingo. O Macaé está na nossa frente e precisamos vencer para brigar na parte de cima.

O jogador também tem a sua opinião sobre o que precisa mudar na postura da equipe para que venham os resultados positivos. A força da camisa rubra não pode passar batida, segundo o jogador.

- Precisamos nos impor diante dos nossos adversários, pois o America é grande e quem veste essa camisa tem que sentir isso. No primeiro jogo, perdemos o controle do jogo depois que levamos o gol do Americano. Na segunda partida, perdemos o controle quando fizemos o gol no Resende. Por isso, eu acho que o detalhe está aí: manter esse padrão durante os 90 minutos.

Embora a equipe do Macaé tenha mudado bastante, o meia - que disputou a última Série D do Brasileirão pelo clube do Norte Fluminense - conhece algumas características do rival.

- Joguei lá ano passado e o Macaé sempre monta times bons e provou isso diante do Nova Iguaçu. Por isso temos que entrar ligados, principalmente com o Babi, um atacante de área que se movimenta bem além de ser um ótimo finalizador. Eu acredito que eles vão vir jogando atrás, nos respeitando e explorando os contra-ataques .

- Departamento de Comunicação - AFC






COMPARTILHE: